quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Controle de Expectativa


Uma das coisas mais complicadas quando se trata de resenhas, creio que seja controlar as expectativas que se dá.

Já tive muitas experiência com expectativas, algumas boas, outras ruins, e decidi falar disso.

Quando escrevo uma resenha, uma das coisas que fico mais preocupada é de estar sendo injusta, seja falando muito bem ou muito mal. Porém por ser um blog onde não estou fazendo uma crítica geral, mas dando minha experiência pessoal para com um livro, isso diminui um pouco, mas ainda existe.

Porque eu já sofri muito com altas expectativas. O maior delas foi o livro Jogos Vorazes. Ora, eu lembro bem da época que esse primeiro surgiu, todos os blogs falavam bem dele, notas sempre máximas, elogios sem fim. Quando o peguei para ler estava certa de que, naquelas páginas, encontraria minha nova saga favorita. Por um instante até pensei que fosse talvez superar Harry Potter, de tanto que li falando bem. E aí eu finalmente li. Não sei se o livro não era tudo isso mesmo, ou se foi minha ridiculamente alta expectativa, mas não gostei muito. Ah, eu gostei, mas não entendi nada do que falavam, foi uma leitura divertida até, ainda assim, ao fechá-lo tive aquele sentimento de decepção. Levou mais de um ano - e algumas guerras de spoilers - até que eu enfim fosse ler, bem desanimada diga-se de passagem, o Em Chamas, e quando o li, uau! Tudo aquilo que ouvia falar do primeiro, achei adaptável no segundo, e realmente amei e comprei na hora a continuação que achei, talvez, ainda melhor.

E, para mim, sempre ficou essa questão, especialmente quando vejo as pessoas dizerem que o primeiro é o melhor da trilogia: "Os dois últimos realmente foram tão melhores do que o primeiro, ou o primeiro eu só não curti tanto por causa da minha expectativa?" E é uma pergunta que ficará para sempre sem resposta.

Ainda assim, essa experiência me trouxe algo de bom. Fiquei um tanto imune a ótimas resenhas. Ora, não entenda mal, ainda levo em conta as resenhas que leio, ainda assim, sei não criar em minha mente uma opinião só. Exemplo disso é o livro A Culpa é das Estrelas. Li crendo que gostaria, que me emocionaria (o que não aconteceu), mas sem estar totalmente certa disso, esperando a leitura antes de formar a opinião na minha mente. Por conta disso tive uma boa experiência, mesmo sem achar nem metade do o povo diz, foi bom.

Acho bom ter uma ideia geral do que o livro te trará, mas ao mesmo tempo acho importante ir de cabeça aberta. Não ler tantas resenhas de um só livro, e não criar uma opinião antes de ler de verdade.

E na hora de resenhar, ir com calma, é claro, às vezes há aquele livro tão bom, que os poucos defeitos parecem irrelevantes, e você só quer convencer a todos de ler, mas é importante fazer isso sem exagerar, porque isso, por mais bobo que pareça, às vezes é capaz sim de estragar um livro.

7 comentários:

  1. Eu sempre tento controlar as expectativas, tanto na hora de ler quanto na hora de resenhar. Por exemplo, algumas vezes eu termino um livro muito empolgada, mas eu espero um pouco pra fazer a resenha, se não eu vou transmitir a ideia de que o livro foi daquela forma o tempo inteiro, o que pode não ter acontecido. Então criarei mais expectativas falsas, fazendo com que isso vire um ciclo vicioso haha

    cantinholiteral.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu dificilmente consigo controlar minhas expectativas, e muitas vezes me decepciono. E acho que isso é uma coisa da gente mesmo, as vezes o livro é muito bom, mas nossas expectativas são tão altas que o livro fica parecendo muito inferior do que realmente é.

    Adorei o texto, muito bom Bruna ;)

    Beijos! ♥
    http://viajantesdaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu já aprendi a controlar minhas expectativas, quando eu era mais nova eu era um pouco induzida a acreditar que gostava de algo só porque a maioria gostava ai pegava o livro já com aquilo na cabeça de que o livro era bom e se eu não gostasse o problema era comigo, mas hoje eu aprendi a ler sem criar nenhuma expectativa, as vezes compro livros pela capa ou pela resenha e sinopse interessante, mas mesmo assim me conscientizo que pode não ser uma história tão boa!


    Estandy Books - A Estante Da Andy

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://manyelly.blogspot.com.br/
    http://www.pinterest.com/manyelly/
    Sucesso para você!!!
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre me empolgo demais com alguns livros, alguns tenho sorte e são realmente muito bons, e outros nem tanto, né?
    Preciso aprender a ter um pouco de controle real nas minhas expectativas.
    Adorei o post, Bruna!
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Também já sofri disso, principalmente com A Batalha do apocalipse (não só não achei tudo aquilo que falaram, eu não gostei foi de jeito nenhum), e um exemplo mais recente foi Presságio - O Assassinato da Freira Nua (até hoje vejo resenhas falando super bem (algumas vezes talvez pq os blogueiros sejam parceiros do autor...) e fico sem entender, porque o livro não é lá essas coisas. Narrativa legal, ma só). Então também tô tentando ser meio imparcial com resenhas positivas. Até na hora de escrevê-las também.
    Bjs
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Know that feel.... To ainda me controlando pra não ler NADA de John Green, só quando esquecerem que ele existe talvez eu vá conferir algo, nada contra best sellers mas é que criam muita expectativa em cima e ODEIO isso.

    Eu quando quero muito um livro pesquiso, leio várias resenhas, vídeos por pura curiosidade, pra saber se a pessoa gostou e mesmo recebendo conotação negativa vou lá e leio pra formar a MINHA opinião.

    Na hora de escrever também é complicado pois você ás vezes ainda tá no universo ali do livro, bem empolgado e ~~caga arco iris~~ no post, OU foi tão ruim que só faz críticas negativas a obra. Por isso deixo passarem alguns dias (no máximo 2) pra assimilar o conteúdo, ver o que realmente foi e tal.

    Abs

    ResponderExcluir

Deixe um comentário dando sua opinião. Se concorda ou não. Se lhe inspirou ou deixe uma sugestão.

Todos os comentários são bem-vindos, desde que não sejam ofensivos (não confundir com críticas, que, além de bem-vindas, são incentivadas)

Ah, e não esqueçam de deixar o link do seu blog (se houver) retribuo todas as visitas e comentário o mais cedo possível ^^

Mas antes de comentar, lembrem-se:
"Não existe opinião certa. Existem certas opiniões. Seja livre e escolha a sua" Arthur Hisoka