sexta-feira, 15 de março de 2013

Músicas e Sentimentos

Hoje fui editar minha pasta de músicas favoritas e, por algum motivo, reparei que a pasta do Catch Side estava dando erro e não estava aparecendo no Winamp e isso já deveria estar acontecendo há muito tempo, pois eu não ouvia músicas da banda há meses. Então ajeitei e, quando fui ouvir, coloquei no aleatória e acabou caindo numa deles ("Eu & Você"). Então comecei a ouvir, até cantar um pouco e, conforme ela chegava ao fim começou a vir na minha cabeça outra música da banda ("Capítulo I Amor") e, quando fui ver na lista, reparei que ela era a seguinte.


É engraçado que houve uma época que eu era muito viciada na banda e só tinha um CD no meu PC ("O Sonho Não Acabou") então eu ouvia na ordem e, hoje, comecei a ouvir e reparei que toda música que tocava, ao chegar ao fim, na minha cabeça já vinha a próxima.

É meio estranho isso, porque é algo automático, eu me acostumei que quando eu ouvir música X logo após eu vou ouvir música Y, mas em minha cabeça, quando tento, eu não sei a ordem das músicas, mas quando escuto, eu sei.

É meio doido, contudo, se eu pensar bem, não é algo incomum para mim. Há certas músicas que, independente de quanto eu ouça ou onde ouça eu automaticamente ligo ela a algo. Minha música favorita do Raul Seixas (meu cantor favorito) é Carpinteiro do Universo e, apesar de fazer anos desde a última vez que ouvi na seguinte situação e já a ouvia antes de participar da situação, hoje eu não consigo ouvi-la sem pensar em Bodes (pois é...). Porque na época em que eu era mais viciada nela, eu jogava um jogo onde eu matava muitos bodes e no meu cérebro ela, junto de Calibre ( Paralamas do Sucesso) e Somos Quem Podemos Ser ( Engenheiros do Hawaii) automaticamente me leva a ver aqueles bodinhos detestáveis.

É engraçado como música age na gente. Existem várias músicas que até trazem sentimentos. Uma das minhas favoritas do Beatles, e que honestamente a conheci não faz tanto tempo, é In My Life, mas toda vez que eu escuto me dá uma nostalgia de uma época tão antiga da minha vida. Uma época em que eu talvez nem sequer conhecesse Beatles e amava os Teletubbies.

Existe algo de relaxante quanto a música. Aquelas que você ouve e pensa que talvez tenham entrado no seu cérebro para pegar pois tem muito haver com você. Aqueles que lhe entristece, aquelas que te fazem rir.

Em certas formas músicas é parecido com livros. Uma versão menor e que lhe exige menos concentração para apreciar. Não leio enquanto ouço música, mas consigo entender porque muitos gostam de fazê-lo.

Minha professora de português passou um trabalho para fazermos análise de uma música segundo o romantismo, mas... admito que foi algo difícil para mim, apesar da minha experiência em resenhas. Porque você não analisa música, você não a resenha. Você apenas ouve e sente.

4 comentários:

  1. Monique Químbely2 de abr de 2013 15:51:00

    Gostei mito desse texto. Falou a mais pura verdade sobre a música em nós.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ai Bruna nem fala viu, organizar a nossa estante é uma coisa bem dificil (risos)

    A cada
    dia que passa minha lista de livros só cresce e pra você ter uma idéia,
    eu não li nem a metade do que tenho (risos), principalmente porque sou
    bem lerdinha para leitura. Mas eu amooooooo....enfim...Linda depois
    deixa sua opinião lah sobre algum livro da minha listagem...Se vc leu ou
    tem resenha de algum deles, deixa pra mim nos comentários. Que eu passo aqui para ler tá ? Ou depois que você ler algum deles me avisa. Pois faço questão de ler a resenha.

    beijinhos


    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adorei essa sua postagem, Sou amante de músicas, prefiro New Age, étnicas folks...enfim, adoro rock, mas de certas épocas específicas, e música foi feita sim, pra ser sentida, degustada.

    Parabéns, post e texto lindos*.*

    Beijinhos

    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2013/03/promocao-pascoa-com-livros.html

    ResponderExcluir
  4. Olha amiga, você falou de Raul Seixas e tenho que te dizer que cresci praticamente ouvindo as músicas dele com o meu irmão, porque quando jogavamos videogame Mega Drive com o Jogo do Sonic ele sempre colocava as músicas dele e parece que até ficava legal com o jogo hahahaahah...Eu gosto até hoje pra te falar a verdade. Tenho um CD dele aqui com os sucessos dele. São muito bons.


    E fiquei impressionada de saber que mesmo escutando as músicas você sabe as ordens, pois euzinha aqui, eu só coloco pra tocar e nem presto atenção nisso hahahaha...Mas enfim. Muito legal isso.


    Se cuida minha linda e fica com Deus viu ?
    Estou sendo um pouco breve, porque andei com uma dor de cabeça sem fim, mas não deixei de te visitar pelo menos =]


    beijinhos


    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe um comentário dando sua opinião. Se concorda ou não. Se lhe inspirou ou deixe uma sugestão.

Todos os comentários são bem-vindos, desde que não sejam ofensivos (não confundir com críticas, que, além de bem-vindas, são incentivadas)

Ah, e não esqueçam de deixar o link do seu blog (se houver) retribuo todas as visitas e comentário o mais cedo possível ^^

Mas antes de comentar, lembrem-se:
"Não existe opinião certa. Existem certas opiniões. Seja livre e escolha a sua" Arthur Hisoka