sexta-feira, 22 de março de 2013

Happy Endings


Hoje vou falar de algo que gosto bastante, de fato a coisa que mais gosto excetuando-se livros (e mesmo assim há uma disputa) e por algum motivo ainda não havia trago para o blog: Séries.

E decidi falar de uma que vejo que muita pouca gente conhece (pelo menos aqui no Brasil) e que, em muitos pontos, lembra minha série favorita (FRIENDS), a série é Happy Endings (Finais Felizes, em tradução livre).


Vou começar já falando da abertura da série. É uma abertura tão simples, tão... que acaba se tornando algo tão... fofo. É difícil descrevê-la, mas ela combina perfeitamente com a série e é uma das poucas que eu raramente pulo mesmo quando vou rever episódios, também ela é bem curtinha. Deem uma olhada:




Eu acompanho ela há algum tempo, desde que lançou a segunda temporada na verdade (ela está na terceira) e a história da série é bem básica (como quase todo sitcom). Um grupo de amigos que passam muito tempo juntos e vivem em Chicago. A série começa no casamento de dois desses amigos: Alex e Dave (que junto de Jane e Penny, são amigos desde a infância) e, enquanto Dave diz seus votos na igreja, Alex decide fugir. Largando-o no altar.
A partir daí eles se veem tentando manter a amizade pelo bem do resto do grupo.

É interessante que, mesmo hoje, ainda revisitamos muito esse momento com várias piadas sobre o assunto sem nunca, porém, ficar maçante . O primeiro episódio da segunda temporada, por exemplo, começa na "comemoração" do não-casamento deles numa das cenas mais hilárias que a série já teve.

A série tem seis personagens, três garotos e três garotas (cof, friends, cof) são eles






Alex (Elisha Cuthbert): É a burrinha do grupo sempre com dificuldade em entender as piadas alheias. Também é quem deu inicio a essa história ao deixar Dave no altar.
Jane (Eliza Coupe): Irmã mais velha de Alex. É casada com Brad. É uma maníaca por controlar tudo, por limpeza e super competitiva.
Penny (Casey Wilson): É a louquinha do grupo. Sempre com várias história de suas diversas falhas em relacionamentos. Também é ex-namorada de Max.




Dave (Zachary Knighton): É o cara que foi deixado no altar. Muitas vezes tenta agir como o cool guy (descolado) mas geralmente é ignorado ou deixado no vácuo pelos amigos. Além de ter um vicio muito estranho por camisas com gola V.
Brad (Damon Wayans Jr): É marido de Jane e melhor amigo de Max. Muitas vezes sua personalidade é um pouco afetada (já levando a episódios onde sua sexualidade foi questionada). É um tanto obcecado por trabalho e sempre quer tudo do bom e do melhor.
Max (Adam Pally): É descrito por Penny como um cara hétero que gosta de caras (em inglês é mais engraçado).  E de fato ele é. Gay, porém nada gay (com uma ou outra exceção). É o cara pobre que só faz besteira e não quer nem pensar em relacionamentos sérios.


É importante ressaltar uma coisa, a série tem suas próprias características e é única em seu próprio jeito. Mas ela também adora zoar o que não é único, como falei ela é bastante similar a Friends em sua dinâmica e até mesmo a personalidade dos seus personagens, tanto que em um episódio onde Brad fica "drogado" ele confunde os seus amigos pelos personagens da série (colocando a si mesmo como Chandler, Jane como Monica, Dave como Ross, Penny como Phoebe, Alex como Rachel e Max como Fat Joey (Joey Gordo))

Gosto bastante dos atores da série, especialmente do Brad, pois acho ele muito similar ao seu pai (Damon Wayans, o Michael Kyle de "Eu, a Patroa e as Crianças" (My Wife and Kids)). Interessantemente Damon Wayans já participou de Happy Endings interpretando o pai de Brad.

É uma série muito difícil de decidir seu personagem favorito. Especialmente porque até agora, cada temporada procura mostrar o melhor de certos personagens. Ao ver a primeira eu podia afirmar que meus personagens favoritos eram Max e Penny, na segunda virou Brad e Jane, nessa terceira Alex está cada dia melhor (é, Dave é o mais fraco, mas ele é bom). Ainda assim se eu tivesse de escolher  acho que diria que é a Jane. Suas diversas manias - que vão desde ficar limpando embaixo do sofá usando um skate, mudar o dia do aniversário, entre outros - a tornam uma personagem hilária.

Outro ponto interessante da série é que, apesar de termos aqueles personagens que mais comumente ficam juntos nas histórias, a série sempre tenta mudar, fazer todos os atores a interagir. Existe um episódio, inclusive um dos melhores, onde nós vemos basicamente tudo trocado, onde as duplas menos comumente vistas juntas, tem três histórias cada uma (Juntando assim Alex com Brad, Penny com Dave, Jane com Max).

É uma série verdadeiramente boa. Talvez os primeiros episódios não lhe conquistem de cara, mas os seguintes muito provavelmente irão.

A série é da ABC e aqui no Brasil é exibida pela Sony.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe um comentário dando sua opinião. Se concorda ou não. Se lhe inspirou ou deixe uma sugestão.

Todos os comentários são bem-vindos, desde que não sejam ofensivos (não confundir com críticas, que, além de bem-vindas, são incentivadas)

Ah, e não esqueçam de deixar o link do seu blog (se houver) retribuo todas as visitas e comentário o mais cedo possível ^^

Mas antes de comentar, lembrem-se:
"Não existe opinião certa. Existem certas opiniões. Seja livre e escolha a sua" Arthur Hisoka